Estimule a química da felicidade

Estimule a química da felicidade

Você é feliz?

Algumas pessoas dizem que a felicidade está nas pequenas coisas, mas é fato que este é o momento da história com o maior número de pessoas depressivas.

O nosso corpo é uma máquina perfeita. Embora existam desequilíbrios químicos, é possível combater a tristeza com as ferramentas que o próprio organismo oferece.

Abraços, meditação, exercícios físicos, dança e gratidão são apenas algumas maneiras de produzir os hormônios da felicidade.

Saiba como estimular naturalmente no seu cérebro a química da felicidade, composta por quatro hormônios: ocitocina  ou oxitocina, serotonina, dopamina e endorfina.

Oxitocina: hormônio responsável pelo parto
Ocitocina ou oxitocina

A ocitocina também é chamada de hormônio do amor. Está diretamente ligada à sensação de bem-estar e de prazer.

Principalmente é o hormônio responsável pelo parto, pois ajuda o bebê a descer, dilatação do colo uterino e promove as contrações.

Sobretudo, ajuda a combater a ansiedade e a depressão.

Desse modo, para estimular a produção de ocitocina você pode fazer meditação, praticar um ato generoso, abraçar alguém, beijar, fazer carinho ou mesmo interagir socialmente.

Ao mesmo tempo, alguns alimentos também auxiliam na produção desta química, como banana, chocolate, proteínas, especialmente ovos e frutos do mar, entre outros.

O cansaço é sintoma da baixa produção de serotonina
Serotonina

Se você está sempre cansado, com baixa libido, triste e com desconforto intestinal, pode estar sofrendo de baixa produção de serotonina. Este hormônio neurotransmissor ajuda a coordenar funções fundamentais do intelecto.

Além disso libera em nosso sistema nervoso central uma sensação de bem-estar.

Do mesmo modo é ela que ajuda na regulação do apetite, temperatura corporal e no sono. A serotonina, acima de tudo, está diretamente ligada às emoções humanas.

Nesse sentido para estimular esta química da felicidade no cérebro é fácil. Portanto seja uma pessoa grata, aproveite o contato com a natureza e relembre sempre momentos especiais.

Do mesmo modo, uma boa alimentação, um bom sono e a prática de exercícios físicos constantes também ajudam o corpo a produzir serotonina.

Dopamina: hormônio do prazer
Dopamina

É conhecida como hormônio do prazer e está diretamente ligada ao sistema de recompensa, por isso influencia nas emoções humanas.

Também age nas questões de atenção, sono, humor, intelecto e, claro, prazer. Está associada a problemas como esquizofrenia e doença de Parkinson.

A princípio é produzida e liberada em exercícios físicos, em uma boa noite de sono (de 7 a 8 horas por noite) e também no sentimento de comemoração.

Só para ilustrar, aqui vai uma dica importante: comemore as pequenas vitórias do seu dia a dia, isso fará você muito mais feliz.

Quando as pessoas dizem que possuem como “vício” os exercícios físicos, é graças à endorfina.
Endorfina

Este hormônio produz uma sensação analgésica no corpo, que gera efeito de bem-estar. Quando as pessoas dizem que possuem como “vício” os exercícios físicos, é graças à endorfina.

É uma fonte natural de energia e de combate a ansiedade e depressão. Para estimular o cérebro a produzir endorfina naturalmente basta algumas ações.

Fazer coisas que gosta e que tem como hobbies, dançar, cantar, fazer atividade física, estar com pessoas que gosta e dar boas risadas.

Dica extra: pensamentos positivos são essenciais para manter as boas energias e estimular o cérebro a produzir endorfina.

Ser feliz é de graça…

Agora que você já sabe como estimular naturalmente a química da felicidade, é só colocar em prática. O autocuidado e autoestima são fundamentais neste processo.

A Veritá Care possui soluções para o que mais incomoda você. Aprenda a se amar, conquiste tudo que sempre sonhou.

Clique aqui e conheça nossos métodos e benefícios.

Related Posts
Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *